Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Cine Debate Araguari leva cinema e reflexão à comunidade

Publicado: Quinta, 01 de Junho de 2017, 10h18

Maloca com tela de projeção ao fundoIniciado em agosto do ano passado, o projeto de extensão Cine Debate Araguari do campus Porto Grande tem proporcionado aos estudantes e às comunidades ribeirinhas, periféricas e agrícolas da região entretenimento, debate e contato com a linguagem audiovisual. No primeiro semestre deste ano, foram realizadas duas sessões fixas, no próprio campus, e duas sessões itinerantes, levando o Ifap às comunidades e oportunizando à equipe do projeto um contato maior com a realidade local.

Na Mostra de Agronegócio, ocorrida no dia 1º de abril, o filme exibido foi “O veneno está na mesa”, documentário de Sílvio Tendler. A temática foi relacionada às implicações na saúde humana e no meio ambiente decorrentes da utilização dos agrotóxicos em culturas agrícolas de interesse econômico. Foi debatida a importância da utilização correta dos produtos fitossanitários, seguindo orientações de um profissional habilitado. Também foram destacados os impactos da revolução verde sobre a produção agrícola no Brasil e o estímulo ao consumo desses produtos.

Na I Mostra de língua, arte e literatura, ocorrida no dia 20 de maio, o filme exibido foi “O carteiro e o poeta” de Michael Radford. O debate contou com a participação especial do poeta portograndense Izaias Cunha, que falou da importância que a poesia teve e tem em sua vida e de como a nova geração pode usá-la como forma de arte e expressão.

As sessões itinerantes ocorreram na comunidade Monte Tabor e no município de Ferreira Gomes. A primeira sessão itinerante do ano ocorreu na manhã do dia 25 de março na comunidade Monte Tabor, com o documentário brasileiro “Lixo extraordinário”, o qual relata a experiência do artista plástico Vik Muniz com um grupo de catadores do Aterro Sanitário Jardim Gramacho. Os participantes conseguiram relacionar a experiência dos catadores de materiais recicláveis com a realidade deles, na perspectiva de destacar ações que resgatam a dignidade humana, promovem a visibilidade de sujeitos “invisíveis” na sociedade e mudam a vida das pessoas.

A segunda sessão itinerante do ano de 2017 ocorreu à beira do Araguari, na tarde do dia 27 de maio, no espaço Casa de Praia na orla de Ferreira Gomes. O filme exibido foi “Narradores de Javé”, brasileiro de 2003, sobre a história dos moradores do vilarejo do Vale de Javé no momento de construção de uma represa. Essa sessão teve por objetivo refletir sobre a importância do registro e memória de uma comunidade, o conhecimento popular e o científico e os impactos das hidrelétricas no rio Araguari. Cerca de 30 pessoas compareceram à programação, entre estudantes do Ifap e a comunidade de Ferreira Gomes.

Marca - A coordenação do Cine Debate Araguari promoveu um processo de escolha da marca do projeto. Das 14 propostas inscritas, foi selecionada, em primeiro lugar, a da estudante Alice Martins Santos, do curso técnico em Agronegócio, por melhor representar os objetivos do projeto, a regionalidade e a linguagem cinematográfica. As propostas dos estudantes Gustavo Bentes de Brito e Adizete da Silva Souza de Oliveira ficaram, respectivamente, em segundo e terceiro lugar. A logo do projeto, depois de pronta, será exibida em peças de divulgação.

A equipe do projeto é composta pelos professores Teresinha Mescouto (coordenadora), Raí Oliveira, Marcelo Teixeira, Oscar Serrano, Fabrício Ribeiro, Paola Martins, Nilvan Melo, Mariza Cabral e pelas alunas Raqueline Bezerra, Lorrana dos Santos, Hellen Silva, Ana Júlia Rocha e Philliper Viana.

 

Colaborou Teresinha Mescouto, professora do campus Porto Grande


Departamento de Informação, Comunicação e Eventos - Deice
Instituto Federal do Amapá (Ifap)
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Twitter: @ifap_oficial
Facebook:/institutofederaldoamapa

registrado em:
Fim do conteúdo da página