Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

34º BIS realiza curso de sobrevivência na selva no campus Laranjal do Jari

Publicado: Quarta, 13 de Junho de 2018, 18h42 | Última atualização em Quarta, 13 de Junho de 2018, 18h49

Instrutores do 34º Batalhão de Infantaria e Selva (34º BIS) estão ministrando curso de sobrevivência na selva no campus Laranjal do Jari do Instituto Federal do Amapá (Ifap). Ação é um projeto dos cursos de Meio Ambiente, Gestão Ambiental e Florestas e será concluída no próximo dia 14/6. É o primeiro curso realizado na Trilha Ecológica Wajãpi, inaugurada durante a programação da Semana Nacional do Meio Ambiente que movimentou servidores, estudantes, instituições parceiras e comunidade em geral do município durante os dias 4 e 5/6.

Segundo a diretora-geral do campus Laranjal do Jari, Marianise Paranhos, “a inauguração da Trilha Wajãpi foi um marco para nosso campus. Poder ter uma trilha dentro dos limites de nossa unidade e usá-la para melhorar o aprendizado de nossos estudantes e ainda poder desenvolver projetos que permitam o acesso de estudantes das demais escolas públicas do Jari é muito gratificante. Um exemplo disso é o curso de sobrevivência na selva, em parceria com o 34º BIS, que capacitará ainda mais nossos docentes e alunos para realizar aulas práticas em ambientes de floresta”.

O processo de concepção da trilha passou por diversas etapas para que a mesma pudesse tornar-se realidade. A primeira delas foi uma ação de reconhecimento da mata situada no campus. Escolhido o ponto de acesso adequado para início da trilha, veio a segunda fase que passou a envolver os discentes do Ifap que realizaram, junto com os docentes, a abertura e limpeza do percurso da trilha. A terceira fase constitui-se de um detalhado estudo de pesquisa para dar conta da coleta de dados florestais, pontos de georeferenciamento e análises científicas dessas informações para que as mesmas pudessem ser utilizadas na quarta e última etapa de construção da trilha: a confecção e distribuição de placas informativas e educativas ao longo da mesma.

Esse processo todo foi acompanhado por técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Turismo (Semmatur) e coordenado pelo docente Diego da Silva e demais professores da área de Meio Ambiente e Floresta. Ao longo do percurso de 320 metros de trilha, destacam-se espécies vegetais como a castanheira (Bertholletia excelsa) e o taperebazeiro (Spondias momobin), espécies que serão importantes nas ações futuras de educação ambiental.

 

Departamento de Informação, Comunicação e Eventos - Deice
Instituto Federal do Amapá (Ifap)
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Twitter: @ifap_oficial
Facebook:/institutofederaldoamapa

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página