Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Centro EaD Pedra Branca do Amapari

 
Para profissionalizar e dar oportunidade de inserção no mundo do trabalho para jovens e adultos que já tenham o ensino médio, o Centro de Referência em Educação a Distância em Pedra Branca do Amapari oferta cursos técnicos na modalidade subsequente, na forma semipresencial, além de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC).
 
Funcionam no período da manhã duas turmas do curso técnico em Segurança no Trabalho (E-TEC). Nos turnos tarde e noite, são duas turmas, sendo uma do curso técnico em Meio Ambiente e outra de Serviços Públicos. Está prevista abertura de cursos do programa MedioTec.
 
Cursos ofertados em 2017
 
O ingresso nos cursos técnicos é realizado, semestralmente, através de processos seletivos. Para saber como ingressar, acesse a página Processos Seletivos no Portal do Ifap.
 
Já o ingresso nos cursos FIC obedece a calendário próprio e a divulgação ocorre localmente.
 
Endereço
Avenida Francisco Dutra, s/n, Bairro Central
 
Histórico
O Centro de Referência em Educação a Distância em Pedra Branca do Amapari foi implantado pelo Instituto Federal do Amapá no segundo semestre de 2014. O primeiro curso ofertado foi o de Técnico em Logística (na modalidade subsequente), através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), com 40 vagas. A aula inaugural ocorreu no dia 15 de setembro de 2014.
 
A criação do Centro ocorreu a partir da doação do prédio pela Prefeitura de Pedra Branca do Amapari, com aprovação da Câmara dos Vereadores, e o apoio do Tribunal de Justiça. A doação do prédio se deu através do projeto de lei n° 011/2014 do executivo municipal, aprovado por unanimidade pelos vereadores, no dia 2 de junho de 2014.
 
Estrutura
A estrutura física do centro está assim composta: três salas de aula, um laboratório de informática, dois banheiros (masculino/feminino), sala administrativa, sala de professores e hall de entrada.
 
Administrativamente, o centro está ligado ao campus Porto Grande.
 
Equipe
Ângela Miranda (professora Língua Portuguesa / coordenadora geral)
Jacqueline Sousa de Jesus (pedagoga)
Ronaldo Franck (professor Matemática e responsável pelo Setor de Pesquisa e Extensão)
Rodrigo Rizzatti (professor Administração e coordenador do curso Técnico em Serviços Públicos)
Orian Vasconcelos (professor Gestão Ambiental e coordenador do curso Técnico em Meio Ambiente)
Larissa Pinheiro (professora Meio Ambiente)
Nárrima Dantas (professora Inglês)

 

Cursos FIC’s realizados

Semestralmente, o centro atende a comunidade externa, ofertando cursos FIC. Desde o 2º semestre de 2016 já foram realizados os seguintes cursos:
 
FIC Pré-Enem 2016
Proponente: Ronaldo Franck Figueiredo Leite
Período: 19/9 a 4/11 de 2016
Ministrantes: Ângela Miranda, Geisa Carbone, Larissa Pinheiro, Nárrima Dantas e Ronaldo Franck Leite.
 
FIC Técnicas de Oratória
Proponente: Ângela Maria Chaves Miranda
Período: 29/3 a 20/4 de 2017
Carga Horária: 40h
 
FIC Técnicas de Produção Textual
Proponente: Ângela Maria Chaves Miranda
Período: 19/4 a 5/5 de 2017.
Carga Horária: 40h
 
FIC Matemática Financeira
Proponente: Ronaldo Franck Figueiredo Leite
Período: 19/4 a 1/6 de 2017
Carga Horária: 40h
 
FIC Estatuto da Criança e do Adolescente
Proponente: Geisa Cavalcante Carbone Sato
Período: 19/4 a 4/5 de 2017
Carga Horária: 40h
 
FIC Estatuto do Idoso
Proponente: Geisa Cavalcante Carbone Sato
Período: 19/4 a 1/6 de 2017
Carga Horária: 40h
 
FIC Inglês Básico
Proponente: Narrima Tayane de Souza Farias Dantas
Período: 5/4 de 22/6 de 2017
Carga Horária: 160h
 
FIC Inglês Básico
Proponente: Narrima Tayane de Souza Farias Dantas
Período: 5/4 de 22/6 de 2017
Carga Horária: 160h
 
FIC Cidadania e Sustentabilidade
Proponente: Larissa Pinheiro de Melo
Período: 19/4 a 1/6 de 2017
Carga Horária: 40h
 
Sobre o município de Pedra Branca do Amapari
 
 O município de Pedra Branca do Amapari está localizado no centro-oeste do estado do Amapá. Foi criado em 1 de maio de 1992 e tem suas origens ligadas à exploração de ouro pelos samaracás, uma tribo primitiva da Guiana Francesa.
 
Mais recentemente, seu desenvolvimento esteve ligado à história de garimpagem no rio Cupixi e à ferrovia Santana/Serra. Outros aspectos ligados ao crescimento desse município situam-se na expansão de suas fronteiras agropecuárias e na própria ampliação da exploração mineral.
 
Tem uma população estimada em 14.560 habitantes (IBGE 2016), o que revela um alto crescimento populacional, já que em 2010 tinha 10.773 moradores (IBGE 2010).
 
A área de Pedra Branca do Amapari é de 9.495 km², grande parte coberta com florestas densas, o que resulta numa densidade demográfica de apenas 0,50 hab/km². Lá se situam partes da Serra de Tumucumaque, um dos pontos mais altos do Amapá, e da área indígena dos Waiãpi, totalmente demarcada.
 
Fontes: IBGE (cidades.ibge.gov.br) e Wikipedia (https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedra_Branca_do_Amapari)
Fim do conteúdo da página